Translate

terça-feira, 25 de maio de 2010

VEREDICTO


Veredicto

Já dei o meu veredicto
Agora estamos quites
Este nó esta desatado
Pode seguir seu caminho
Pois àquele grande amor
Que você abandonou
O cupido me salvou.
O erro foi corrigido
Entre lágrimas já vencidas
E as noites mal dormidas
Felicidade voltou
E para um coração sofrido
Novo amor ele flechou
Vai!Vai embora de uma vez
Esquece que te amei
Porque deste amor ferino
Já me libertei de vez.
                                                                    ***Ducarmo de Assis 25/05/2010

ARQUIVO